Alimentação saudável dos 8 aos 80

A prevenção e o tratamento da obesidade pediátrica constitui um enorme desafio e preocupação em todo o mundo. A família, a escola, os serviços de saúde, as políticas alimentares dos diferentes países, a indústria e os mass media são partes importantes do processo de prevenção e tratamento desta doença.

A OMS refere três estratégias fundamentais para a prevenção e tratamento da obesidade infantil: 1) Cuidados primários de saúde; 2) Intervenções baseadas na família; e 3) Intervenções baseadas na escola.

refeição familiaOs programas de intervenção na obesidade pediátrica devem incluir ações concertadas entre escolas e famílias e promover a prática da atividade física, alteração de comportamentos dos pais e educadores, educação alimentar e nutricional e, quando necessário, terapia cognitivo-comportamental (individual e/ou grupo). A família é o contexto de vida das crianças e dos adolescentes, logo deve ser a pedra basilar dos programas de intervenção cujo objetivo seja a prevenção ou o tratamento do excesso de peso ou da obesidade. Os primeiros anos de vida são fundamentais para a criação de preferências, aversões e os hábitos alimentares e as primeiras influências a este nível provêm do ambiente familiar, do meio cultural e social e da escola. Os hábitos e exemplos parentais são importantes determinantes que potenciam ou reduzem a adoção de estilos de vida saudáveis, já que influenciam, desde tenra idade, o padrão alimentar dos filhos.

Alimentação saudável em família: 21 regras básicas

  1. Façam planos semanais (refeições e listas de compras) em família
  2. Façam 5 a 6 pequenas refeições por dia
  3. Tomem um bom pequeno-almoço
  4. Consumam legumes/vegetais de forma generosa
  5. Comam 3 peças pequenas de fruta por dia
  6. Comam sopa antes do almoço e do jantar
  7. Temperem com azeite;
  8. Consumam 3 a 6 frutos secos por dia
  9. Optem por laticínios magros
  10. Escolham carnes magras, como peru ou frango
  11. Prefiram o peixe à carne (preferencialmente o branco e azul)
  12. Escolham os cereais integrais (pão, massas, arroz, …)
  13. Mastiguem bem os alimentos
  14. Façam, no mínimo, 1 refeição por dia em família
  15. Façam da refeição um momento de partilha e convívio
  16. Bebam água (e chás, infusões, tisanas, …)
  17. Façam experiências novas na cozinha
  18. Reduzam o consumo de alimentos e bebidas ricos em açúcar (refrigerantes, bolachas, bolos …
  19. Reduzam o consumo de alimentos ricos em sódio (refeições embaladas, refeições congeladas, …)
  20. Reduzam o consumo de alimentos e bebidas ricos em gordura (fritos, maionese, bolachas, bolos, gelados, capuccino, …)
  21. Mexam-se! Organizem atividades ao ar livre e promovam a prática diária de atividade física: jogos de bola, dança, passeios de bicicleta, caminhadas na praia, corridas na mata, pepipapers, …

prato

Melhor alimentação, mais saúde!

Por: Sofia A. Rodrigues, nutricionista

One thought on “Alimentação saudável dos 8 aos 80

Deixar uma resposta