É hora de preparar as lancheiras!

almocoSetembro é sinónimo de regresso às aulas e são muitas as crianças e jovens que, além dos livros, dos cadernos e dos lápis, transportam também a sua lancheira. No meio das tarefas do dia a dia familiar, organizar o almoço e/ou as merendas escolares nem sempre é tarefa fácil. Contudo, há algumas sugestões práticas que podem contribuir para que a organização da lancheira se transforme numa tarefa mais saudável, divertida e criativa como, por exemplo:

  • Definir o número de refeições que são necessárias preparar, de acordo com os horários de entrada e saída da escola e com as atividades extra-curriculares;
  • Fazer uma ementa específica para as refeições de lancheira (mesmo para quem usa o que sobra do jantar para o almoço do dia seguinte);
  • Fazer lista de compras semanal em concordância com a ementa;
  • Permitir e incentivar as crianças e jovens a participarem na elaboração da ementa, das compras a realizar e na preparação diária das lancheiras;
  • Permitir escolhas e negociar o tipo de alimentos a introduzir nas lancheiras (ex.: se a criança não está habituada a comer fruta ou sopa em casa, também não o vai fazer na escola);
  • Evitar alimentos e bebidas cheios de gordura, sal e açúcar como bolachas, fritos, folhados, salgados, refrigerantes, leites aromatizados, bolos recheados, entre outros (são uma exceção, a consumir num dia de festa, por exemplo, e nunca diariamente);lanche
  • Investir em lancheiras térmicas e resistentes e pequenos acumuladores de frio. Não esquecer que, por razões de segurança alimentar, as lancheiras devem ser lavadas todos os dias (com água quente e detergente ou com álcool 90 º);
  • Para a preparação do almoço dê preferência a alimentos frescos ou pouco processados. Aposte numa alimentação caseira e rejeite refeições pré-confecionadas;
  • Faça da sopa um hábito (na escola e em casa);
  • Opte por carnes magras, peixes, ovos, leguminosas, cereais integrais (arroz, massa, quinoa, …) e hortícolas. Uma sanduíche e uma peça de fruta também podem ser uma boa opção.
  • Para os lanches intercalares (a meio da manhã e da tarde) prepare iogurtes, pequenos pães com queijo ou fiambre de aves ou um pouco de compota sem açúcares adicionados, fruta fresca e lavada à peça, uma fatia de bolo caseiro sem cremes (de vez em quando), cereais integrais tipo flocos de aveia, leite simples ou bebidas vegetais (sem açúcar), cenouras cruas, tomates cereja, entre outros.
  • Por último, não se esqueça de colocar água fresca na lancheira!

Dedique tempo de qualidade à preparação da lancheira e invista na alimentação dos seus filhos: com a pressa do dia a dia faltam, muitas vezes, tempo e paciência para organizar refeições saudáveis mas lembre-se que a alimentação de hoje é um investimento na saúde presente e futura.

Leia também o artigo “Regresso às aulas: o que levar na Lancheira” que inclui 10 sugestões de lanches para os mais pequenos.

Por: Sofia A. Rodrigues, nutricionista

A alimentação é um investimento na saúde presente e futura

Deixar uma resposta