Diabetes Mellitus tipo 2, aposte na prevenção!

A Diabetes mellitus tipo 2 é uma doença crónica que pode surgir devido a uma produção insuficiente de insulina por parte do pâncreas ou uma incapacidade do organismo em usar a insulina disponível, ou seja, resistência à insulina. A consequência imediata desta doença é uma alteração do metabolismo dos hidratos de carbono, o que vai dificultar o controlo da glicemia que tende a atingir valores superiores aos normais (hiperglicemia). Elevados níveis de açúcar no sangue (hiperglicemia) favorecem a inflamação e corrosão dos tecidos, provocando danos graves em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Qualquer pessoa pode desenvolver uma diabetes tipo 2. Contudo, existem fatores que aumentam esse risco, nomeadamente:

  • Idade superior a 45 anos;
  • Obesidade e excesso de peso;
  • Diabetes gestacional;
  • História familiar de diabetes tipo 2;
  • Pré-diabetes (alterações dos valores da glicemia);
  • Sedentarismo;
  • Baixos níveis de colesterol HDL;
  • Triglicéridos elevados;
  • Hipertensão;
  • Hábitos tabágicos;
  • Consumo de bebidas alcoólicas.

Faça escolhas saudáveis e aposte na prevenção:

  • Mantenha o seu peso dentro dos limites adequados! Invista no seu estilo de vida e adote uma dieta equilibrada em conjunto com uma atividade física moderada. Este é o melhor caminho para uma gestão inteligente da saúde em geral e do peso, em particular;
  • Manter uma alimentação saudável é fácil: escolha alimentos naturais como vegetais, feijões e grãos, tubérculos, frutos, sementes, laticínios magros, ovos, alternativas proteicas à carne e ao peixe, gorduras poli e monoinsaturadas e cereais integrais. Consulte um nutricionista para adequar a quantidade/qualidade e frequência alimentar ao seu caso específico;
  • Mantenha-se fisicamente ativo para combater o sedentarismo. A atividade física exige que o organismo use mais glicose, favorecendo um equilíbrio da glicemia. Consulte um médico para adequar a intensidade e frequência do exercício físico ao seu caso específico.
  • Se fuma, pense em deixar de fumar. O tabaco altera o modo de atuação da insulina no organismo e perturba os níveis da glicemia.
  • Controle regularmente a sua Pressão Arterial e os níveis séricos de lípidos (colesterol e triglicéridos).

Fique atento aos sinais e sintomas desta doença:

Por: Sofia A. Rodrigues, nutricionista

 

 

 

Deixar uma resposta