Tranças de cabelo saudável

Nutrição ótima para a saúde do cabelo

O outono é uma estação de renovação, de queda das folhas e de preparação para a hibernação do inverno. Ao mesmo tempo que as folhas caem, aumenta também a queda de cabelo, mais notória nas mulheres já que, geralmente, estas têm o cabelo mais comprido e, muitas vezes, têm um maior número de fios de cabelo.

Normalmente, esta queda é transitória e faz parte do ciclo normal de renovação capilar. Contudo, existem casos mais graves que são sinal de desequilíbrios orgânicos e que devem ser investigados. As causas mais comuns são hereditárias, nutricionais, relacionadas com stress e ansiedade, medicação e/ou doença.

A par de um tratamento específico para a queda de cabelo, é preciso não esquecer que a alimentação desempenha um papel imprescindível para a saúde capilar, quer se trate de uma queda transitória e normal como ocorre no outono ou de um qualquer desequilíbrio orgânico.

Salienta-se que os alimentos e nutrientes que favorecem um bom estado de saúde dos cabelos, favorecem também a saúde e beleza da pele e das unhas, já que os processos metabólicos subjacentes são os mesmos.

Como referido, uma das causas mais comuns para a ocorrência de queda de cabelo é nutricional, ou seja, a queda e o enfraquecimento do cabelo ocorre, por norma, devido à existência de deficiências de diversas vitaminas e minerais.

A biotina é uma vitamina do complexo B que atua no crescimento do cabelo e evita que este enfraqueça e fique sem brilho. É uma deficiência rara em pessoas que têm uma alimentação variada e os alimentos que constituem boas fontes deste micronutrientes são: salmão, atum, sardinha, porco, framboesas, bananas, amendoins, nozes, amêndoas, cereais integrais e cogumelos.

A vitamina D contribui para o crescimento e renovação capilar, sendo importante para a redução da alopecia feminina e masculina. Apanhe raios de sol e consuma regularmente peixes e frutos do mar, ovos, leite e derivados, vísceras, brócolos, cogumelos, entre outros.

Leia também  10 alimentos que ajudam a saúde da pele e auxiliam o emagrecimento

A vitamina E é importante para a saúde capilar por atuar na formação dos capilares sanguíneos, favorecendo a circulação sanguínea e reduzindo, assim, a queda do cabelo. Embora a sua participação seja indireta, quem deseja ter um cabelo bonito e saudável deve incluir os seguintes alimentos na sua alimentação diária: frutos secos, sementes, óleos vegetais (soja, milho, cártamo) e azeite.

A vitamina B12 é outro micronutriente imprescindível. A sua carência torna os cabelos cinzentos, baços, quebradiços e acentua a sua queda. Boas fontes desta vitamina são fígados e outras vísceras, ostras, carnes (principalmente vermelha), ovos, soja, cereais integrais, leite e derivados, peixes e batata.

O ácido fólico desempenha diversas funções no organismo como a renovação celular, a formação dos ácidos nucleicos, das proteínas estruturais e dos glóbulos vermelhos. A sua deficiência perturba diversas vias metabólicas provocando a queda de cabelos, sobrancelhas e pestanas. As vísceras, os vegetais folhosos, os legumes, o milho, o amendoim, o arroz, a laranja, o trigo, a soja e a levedura de cerveja são boas fontes deste micronutriente.

Além das vitaminas, os minerais são fundamentais para a manutenção da saúde dos cabelos. A carência de ferro, por exemplo, promove a queda acentuada do cabelo e torna-os mais finos e quebradiços.

Aposte no consumo frequente de vegetais de folhas verdes escuras, cereais integrais, soja, lentilhas e carnes. Acrescente uma fonte de vitamina C (ex: laranja) para aumentar a absorção deste mineral. O zinco é um mineral que participa em inúmeras funções orgânicas e a sua carência lentifica o crescimento capilar e promove a queda. Os alimentos que se destacam pelo conteúdo em zinco são carnes (mamíferos e aves), ovos, fígado, cogumelos, grãos integrais, ostras e mariscos, leguminosas como o feijão, o grão, as favas ou as ervilhas, e o gengibre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *