Pequeno Almorço con muesli

Pequeno-almoço de Rei

Existem inúmeros artigos nas mais diversas plataformas virtuais de informação que falam sobre a importância do pequeno-almoço, sendo quase consensual a afirmação de que esta é a refeição mais importante do dia para todas as faixas etárias. Um bom pequeno-almoço marca, positiva ou negativamente, o resto do dia e, por isso, convém que seja completo, variado e equilibrado. É aos alimentos que consumimos ao pequeno-almoço que vamos buscar a energia necessária para potenciar as nossas capacidades biológicas, motoras e cognitivas.

A maioria das pessoas sabe e reconhece a importância desta refeição. Apesar disso, são imensas as que ainda não o tomam: algumas porque acordam tarde não têm tempo, outras porque acordam sem fome e com alguma sensação de náusea e outras, ainda, por não terem esse hábito. “Saltar” o pequeno-almoço prejudica significativamente a saúde, reduz o nível de bem-estar, contribui para o aumento do peso, aumenta irritabilidade, perturba o humor, diminui a concentração, a energia e a produtividade, aumenta a fadiga física e cerebral, reduz a capacidade de raciocínio e memorização, aumenta o risco de hipoglicemia, entre muitos outros efeitos negativos.

Para se poder usufruir de todos os benefícios de um bom pequeno-almoço, esta refeição deve conter alimentos ricos em:

Proteínas: laticínios magros ou meio-gordos (leite, queijo, queijo fresco, requeijão), ovo, fiambre ou peito de peru ou frango. Como alternativa aos laticínios, os vegetarianos, veganos ou alérgicos à proteína do leite de vaca podem consumir bebida de soja, coco, arroz, amêndoa, aveia ou outras. Para além destas bebidas, os intolerantes à lactose podem consumir laticínios sem lactose.

Hidratos de carbono complexos: pão rico de cereais e sementes (farinhas completas de trigo, centeio, aveia, espelta, kamut, …); flocos de cereais, muesli ou granola (sem açúcares/caseira). Alternativas para doentes celíacos: pães e flocos de farinha de coco, amaranto, milho, quinoa, amêndoa, arroz, araruta, entre outros)

Leia também  Pequeno-almoço "Vitalidade": Batido de manga, banana e chia

Vitaminas, minerais e fitonutrientes: Frutos ou vegetais

Gorduras “boas”: Frutos secos e sementes (sementes de linhaça, chia, sésamo, abóbora, amêndoas, avelãs, nozes, cajus, …), manteiga de amêndoa/amendoim.

Prepare a sua despensa: durante a próxima semana, de sábado a sexta-feira, haverá uma publicação diária com sugestões de pequenos-almoços nutritivos e muito rápidos de fazer para si e para toda a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *