Trigo-Sarraceno com nozes

O trigo-sarraceno ou trigo-mourisco, devido ao seu nome e aspeto parece ser um cereal semelhante ao arroz ou triguilho mas, na realidade, é uma semente de um fruto que nasce em algumas plantas da família das Polygonaceae (planta similar às azedas das regiões do mediterrâneo). No Japão é conhecido como a célebre soba, sendo também muito comum na gastronomia polaca, israelita e russa onde é habitualmente consumido misturado com cogumelos.

Este grão é muito rico em magnésio, manganês, ferro, fibras dietéticas, aminoácidos e flavonóides, como a rutina e a quercetina. É ainda isento de glúten o que o torna uma excelente opção para os portadores de doença celíaca ou intolerância ao glúten. Experimente usá-lo como alternativa ao arroz ou massa que tradicionalmente integra a culinária portuguesa.

 

Trigo-Sarraceno com nozes

Ingredientes:Trigo-Sarreceno com nozes

  • 150 g de trigo-sarraceno
  • 300 ml de água
  • 300 g de vegetais da época lavados e cortados em pequenos pedaços (ex: pimento encarnado, alho francês, flores de brócolos e couve-flor, feijão verde)
  • 50 g de nozes partidas grosseiramente
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • salsa fresca picada

Preparação:

  1. Coza o trigo-sarraceno e reserve (trigo-sarraceno + água + sal. Cozer a 12 a 15  minutos e escorrer);
  2. Numa frigideira com 3 colheres de sopa de azeite, salteie os vegetais à sua escolha (10 minutos);
  3. Misture as nozes e o trigo-sarraceno, retifique os temperos e adicione a salsa. Mexa bem;
  4. Sirva como acompanhamento ou só com salada.

por: Sofia A. Rodrigues, nutricionista

Será mesmo importante tomar o pequeno-almoço?

pACada pessoa é uma combinação única de factores biológicos e ambientais que determinam as suas necessidades nutricionais específicas. Assim sendo, a prática clínica da nutrição só faz sentido se personalizada e adaptada aos contextos de cada um. Contudo, existem sugestões universais que podem e devem ser aplicadas à generalidade das populações. Entre essas sugestões de aplicação geral, destaca-se a necessidade de se tomar o pequeno-almoço, por ser uma das refeições mais importantes do dia. O elevado número de crianças e adultos que, por razões como a falta de tempo ou apetite, iniciam as suas atividades quotidianas em jejum, justifica a pertinência de relembrar a importância da primeira refeição do dia. Continue reading