Uma deliciosa “Sopa de Outono”

O Outono já chegou e traz consigo a promessa das cores quentes que são símbolo da estação e que lentamente nos preparam para a chegada de dias cada vez mais escuros e frios. Entrámos na época da colheita. É tempo de  abóboras, castanhas, feijões, marmelos, uvas e dióspiros. É tempo de preparar refeições quentes e nutritivas como assados no forno ou nas lareiras, estufados apurados, sopas fartas e compotas dos frutos maduros do verão.
Continue reading

Faça férias amigas da balança

IMG_2621Estar de férias é sinónimo de descontração e fuga às rotinas diárias o que, ao nível da alimentação e da atividade física, pode significar um autêntico desastre. Na verdade, quase todas as pessoas engordam durante as férias!

A falta de horários aliada aos petiscos e delícias gastronómicas da época refletem-se nos ponteiros da balança podendo contribuir, em alguns casos, para o aumento de cerca 5 kg de peso corporal. Seguir algumas regras básicas, pode ser o suficiente para contrariar esta tendência e manter um peso adequado durante a época mais desejada do ano e, se for caso disso, até perder alguns quilos extra. Aproveite bem as suas as férias e mantenha-se “na linha” com estas sugestões: Continue reading

Precisa emagrecer?

emagrecerA maioria das pessoas (~90%) recorre a uma consulta de dietética e nutrição clínica pelo mesmo motivo – excesso de peso ou obesidade! Muitas partilham a mesma história, aumentaram de peso grama a grama, sem saberem muito bem como é que acumularam tantos quilos. Quando chegam à consulta já tentaram de tudo um pouco: suplementos, medicamentos, chás, dietas milagrosas, jejuns, batidos, sumos, detox/retox, etc.. E é verdade que estas estratégias até resultaram em perda de peso – algumas chegaram a perder 10, 20 e 30 kg – tendo sido, por isso, um sucesso! Na realidade, estas experiências alcançam apenas um sucesso temporário já que, a médio e longo prazo, os quilos perdidos voltam a acumular-se e, em muito casos, ainda se ganha mais alguns como bónus. As mulheres continuam a ser as maiores contribuintes desta realidade, até porque à vontade de perder peso se alia a vontade própria das hormonas, das emoções, do stress, da carga de trabalho, das responsabilidades familiares e da falta de tempo! São as super-mulheres do nosso tempo que, tantas vezes, sofrem na pele os altos e baixos do peso. Continue reading

Mantenha-se jovem durante mais tempo

antioxidantesO envelhecimento populacional é um dos grandes problemas atuais e Portugal é um dos países mais envelhecidos do mundo. De acordo com o Eurostat, em 2050 três em cada dez portugueses terão mais de sessenta e cinco anos, isto é, quem tem hoje cerca de trinta e cinco anos.
Atualmente, o maior problema do envelhecimento reside na falta de qualidade de vida da população mais velha nacional que, quando comparada, por exemplo, com a mesma faixa etária dos países da Europa do Norte, perde pontos em todos os parâmetros de aferição da qualidade de vida. Não são os anos que pesam, o que lhes pesa é a falta de bem-estar e saúde. Todos os organismos nacionais e internacionais salientam e recomendam o “envelhecimento ativo” como pilar para “viver mais e com mais qualidade de vida”. Embora com algumas diferenças entre si, todas as recomendações assentam em dois grandes princípios: estilos de vida saudáveis e bons hábitos de saúde. Continue reading

Nutrição ótima na adolescência

Does-Childhood-Poverty-Affect-Substance-Use-In-Adolescents-676x400O processo de equilíbrio e adequação nutricional é muito importante ao longo de toda a vida, tendo especial relevância em períodos críticos como a  adolescência. A par do rápido crescimento, existem outros fatores que tornam a adolescência numa fase de risco nutricional, nomeadamente as características inerentes ao próprio desenvolvimento cognitivo e emocional. O desejo de independência, as alterações psicossociais, a busca da autonomia, a construção da identidade, a influência dos pares, a modificação das preferências alimentares e o afastamento dos padrões familiares contribuem sobremaneira para estarmos alerta. A valorização excessiva da imagem corporal constitui, também, um fator de risco, já que pode conduzir à adoção de padrões alimentares muito restritivos que, evidentemente, poderão comprometer o potencial de crescimento do adolescente. Continue reading