Pré-treino: o snack perfeito

Existem muitos motivos para fazer da alimentação um hábito de vida saudável e, normalmente, a vontade de perder peso, uma doença ou o desejo de investir no bem estar e na saúde são gatilhos que podem conduzir a uma mudança significativa. Quem investe em alimentação saudável e equilibrada, investe em saúde (na sua e, pelo exemplo, na dos que a rodeiam). Estas pessoas que têm a coragem de fugir da norma alimentar instituída, que se recusam a ser manipuladas pelo marketing da indústria, que buscam alternativas aos produtos industrializados, que pretendem ter um peso adequado, que desejam alimentar-se de forma mais “limpa” e mais natural, sem toneladas de aditivos, açúcares, gorduras e afins, quando vão à minha consulta de nutrição e dietética partilham a mesma dificuldade – o que comer fora das refeições principais? E quando vou ao ginásio, o que posso comer antes e depois do exercício físico? Continue reading

Quinoa: salada com sésamo tostado

salada quinoa

A quinoa é um grão originário da região dos Andes, muito  saboroso, versátil e fácil de cozinhar. Do ponto de vista nutricional tem características únicas sendo considerado um dos melhores e mais completos alimentos de origem vegetal que existe. A quinoa é rica em fibra, ácidos gordos ómega-3 e 6, aminoácidos essenciais, vitaminas A, B1, B2 e B3, B6, E e C  e minerais como o ferro, o fósforo, o potássio, o magnésio, o zinco e o cálcio.

Se nunca provou quinoa, está na hora de a introduzir na sua alimentação.  São muitos os benefícios do consumo regular deste grão, nomeadamente: Continue reading

Mantenha-se jovem durante mais tempo

antioxidantesO envelhecimento populacional é um dos grandes problemas atuais e Portugal é um dos países mais envelhecidos do mundo. De acordo com o Eurostat, em 2050 três em cada dez portugueses terão mais de sessenta e cinco anos, isto é, quem tem hoje cerca de trinta e cinco anos.
Atualmente, o maior problema do envelhecimento reside na falta de qualidade de vida da população mais velha nacional que, quando comparada, por exemplo, com a mesma faixa etária dos países da Europa do Norte, perde pontos em todos os parâmetros de aferição da qualidade de vida. Não são os anos que pesam, o que lhes pesa é a falta de bem-estar e saúde. Todos os organismos nacionais e internacionais salientam e recomendam o “envelhecimento ativo” como pilar para “viver mais e com mais qualidade de vida”. Embora com algumas diferenças entre si, todas as recomendações assentam em dois grandes princípios: estilos de vida saudáveis e bons hábitos de saúde. Continue reading

Saúde no prato!

Atualmente, com o avanço do conhecimento nomeadamente na área das Ciências da Nutrição sabemos que a alimentação é a base da saúde (ou da doença) humana. Hipócrates (460 a.C.), considerado por muitos o pai da medicina, proferia há 2500 anos atrás “Que o teu alimento seja teu remédio e que o teu remédio seja teu alimento”. No mesmo sentido, Brillat-Savarin, autor da obra “Fisiologia do Gosto” (Physiologie du Goût – 1ª edição dezembro de 1825) e pioneiro das dietas hipoglucídicas, afirma “Diz-me o que comes, dir-te-ei quem és”! Continue reading