Uma deliciosa “Sopa de Outono”

O Outono já chegou e traz consigo a promessa das cores quentes que são símbolo da estação e que lentamente nos preparam para a chegada de dias cada vez mais escuros e frios. Entrámos na época da colheita. É tempo de  abóboras, castanhas, feijões, marmelos, uvas e dióspiros. É tempo de preparar refeições quentes e nutritivas como assados no forno ou nas lareiras, estufados apurados, sopas fartas e compotas dos frutos maduros do verão.
Continue reading

É hora de preparar as lancheiras!

almocoSetembro é sinónimo de regresso às aulas e são muitas as crianças e jovens que, além dos livros, dos cadernos e dos lápis, transportam também a sua lancheira. No meio das tarefas do dia a dia familiar, organizar o almoço e/ou as merendas escolares nem sempre é tarefa fácil. Contudo, há algumas sugestões práticas que podem contribuir para que a organização da lancheira se transforme numa tarefa mais saudável, divertida e criativa como, por exemplo: Continue reading

Amêndoas de Páscoa

A Páscoa, tal como a maior parte das celebrações cristãs atuais, é o resultado das estratégias adotadas pela Igreja na Idade Média para converter as populações pagãs ao cristianismo. A influência recíproca entre as religiões politeístas e o cristianismo originou um calendário de festas pagãs ocultadas por datas cristãs. Continue reading

Pizza saudável? Sim, é possível!

pizza espinafresA pizza é um dos alimentos mais apreciados em todo o mundo. É deliciosa, prática, saciante, pode ser servida quente ou fria, doce ou salgada e é personalizável. A sua única desvantagem é ser, normalmente, muito calórica. Algumas pizzas médias (1 a 2 px) chegam a atingir um total de 1200 a 1800 kcal o que, convenhamos, no âmbito de uma alimentação saudável e regrada, é um exagero. Temos motivos para dizer que “não há bela sem senão”. Continue reading

Batido “Kiwi e Fibra”

Os kiwis são frutos extremamente saborosos com diversas propriedades nutricionais e medicinais. São ricos em água e fibras o que contribui para uma boa digestão e melhoria do trânsito intestinal. O seu consumo regular melhora o sistema imunitário, retarda o envelhecimento, equilibra o sistema nervoso e reduz a pressão arterial. Tudo isto graças ao seu conteúdo em vitaminas C (o dobro da laranja), E e grupo B (principalmente ácido fólico), potássio, magnésio, fósforo, ferro e ácido propeolítico. Continue reading

Marmelada “leve”

marmelos portuguesesEm Portugal, o marmelo é um fruto muito típico do Outono. É ligeiramente adstringente e por isso não costuma ser consumido em cru. Tem um baixo teor de açúcares e é muito apreciado para fazer marmelada, compota, geleia e licor. Também é consumido assado, grelhado ou cozido, servindo de recheio a tartes, pães, bolos e pudins.

Continue reading

Nutrição ótima na adolescência

Does-Childhood-Poverty-Affect-Substance-Use-In-Adolescents-676x400O processo de equilíbrio e adequação nutricional é muito importante ao longo de toda a vida, tendo especial relevância em períodos críticos como a  adolescência. A par do rápido crescimento, existem outros fatores que tornam a adolescência numa fase de risco nutricional, nomeadamente as características inerentes ao próprio desenvolvimento cognitivo e emocional. O desejo de independência, as alterações psicossociais, a busca da autonomia, a construção da identidade, a influência dos pares, a modificação das preferências alimentares e o afastamento dos padrões familiares contribuem sobremaneira para estarmos alerta. A valorização excessiva da imagem corporal constitui, também, um fator de risco, já que pode conduzir à adoção de padrões alimentares muito restritivos que, evidentemente, poderão comprometer o potencial de crescimento do adolescente. Continue reading

Quer comer bem? Leve de casa!

Umas das queixas mais frequentes que oiço em consulta é a dificuldade que algumas pessoas sentem em encontrar uma oferta alimentar de qualidade, principalmente quando têm uma profissão que as obriga a estar o dia inteiro fora de casa. Atualmente já é possível encontrar diversos bares, tasquinhas e restaurantes que servem um tipo de  alimentação mais cuidada e alguns deles até fazem da “alimentação saudável” a sua missão junto dos consumidores. Contudo, há uma forma muito mais prática, económica e saudável de não ficar dependente do que encontramos na rua quando queremos comer: levar de casa! Continue reading